Thursday, March 15, 2007

Quanto vale o Japao?

A Angelica voltou para o Peru. A Shigeko voltou para o Brasil. Agora, quem esta de malas prontas e a Raquel. Dois, seis, tres anos no Japao. Vale a pena?

Eu acho que vale. Vale muito a pena. E achava que valia mais ainda para quem mergulhasse de cabeca no Japao e na cultura japonesa. Eu mergulhei. Mergulhei tao fundo que agora sinto dificuldade de voltar.

Sinto falta da minha familia. Me sinto culpada por nao estar la, ao lado do meu pai, da minha mae, do meu irmao... Tenho medo de ver o meu irmaozinho casado e com filhos. Meus pais cheios de rugas e cabelos brancos. Mas me sinto em casa aqui e nao queria ter pressa de voltar.

E por isso que o meu conselho agora e: mergulhe sim, mas nem tanto. Ou se prepare para ter um coracao eternamente dividido. E se o seu outro amor for o Japao, prepare-se tambem para a enorme (e cara) distancia entre uma parte e outra.

Nao to depre. Nem quero desbancar a Leila Navarro. E so um momento de reflexao. Acho que e hora de acelerar e me preparar para a despedida desse "planeta" que eu adoro. Tenho medo de ficar dez, 20 anos aqui. Eu ganharia muita coisa, mas acho que perderia a minha familia. Deus me livre!

Um amigo ingles acha que e muito simples: "se gosta do Japao, fica. Voce nao e um bichinho de estimacao para a sua mae ficar te lambendo o tempo todo". Sei nao. To achando que sou.

Parentese: ja usei essa foto aqui. Mas deu vontade de usar de novo :P

22 comments:

FW said...

É natural sentir falta da família, e tenho certeza de que isso deve pesar muito. Mas, por outro lado, você mesma diz que se sente em casa no Japão. Não sei se valeria a pena você trocar todo um estilo de vida que te faz feliz.

thassia said...

Oiii!!!
Mtas vezes, tb sinto essa "culpa" de nw estar ao lado do meu pai, do meu irmão, dos amigos que deixei no Br...
Qdo cheguei aqui, tinha planos de ficar no máximo dois anos e depois ir embora. Mas em junho, vou completar exatamente dois anos de Jp, e já nem sei mais qdo vou realmente voltar...
Digo sempre que quero ficar mais dois anos no máximo. Vou tentar!
Nw sei se é impressão, mas o tempo aqui passa mto rápido... Qdo vemos já se passaram, dois, cinco, dez anos... Tenho medo disso...
Nossa q desabafo! hahahaha
bjinhos

kuni said...

duvida cruel hein. Mas olha! Eh otimo ter mais de um pais em que voce se sente em casa. Quando vc ficar rica(!), pode comprar uma (ou mais) casa(s) no Japao e outras tantas no Brasil (em floripa, BH, salvador, q mais?) e passar meio ano aqui e outro lah.

Carla said...

Precisa-se de dois corações... hehehe
Mas como diz o ditado das mamães: "criamos os filhos para o mundo, não pra gente".

No final quem decide é o coração mesmo! hehehe

bjo!!

PS: essa foto é muito legal! Tem que usar mesmo :P

Karina Tiemi said...

Nossa, é realmente complicado...Não dá pra dizer faça isso ou faça aquilo, quem tem que decidir é a própria pessoa, mas a única coisa certa é que, independente do que escolher, sempre haverá a sensação de perda...

Infelizmente não dá pra ficar com os dois né? Quem dera se o Brasil fosse encostadinho no Japão, que desse pra atravessar a fronteira com algumas horinhas de carro né?

Quando vc chegou aí, tinha idéia de quanto tempo ficaria ou pelo menos gostaria de ficar??

Beijos

Yoshio said...

Se não não der para visitar mais vezes o Brasil você pode diminuir a saudade falando com os seus parentes pela webcam não? Eu uso a webcam pra falar com o meu pai que ta ai no Japão.

Angélica Camacho said...

Japón vale Karina!! Me parece genial que te metas de cabeza y aprendas mucho de su cultura. Thassia tiene razón, allí todo parece que pasa más rápido, así que no te preocupes mucho y solo vive. Seguro que el próximo año ya tendrás una decisión al respecto.

Yo creo que ya eres una brasileira-japonesa :)

Un besote

mercia said...

Karina,
difícil sim!!!! mas acho que você tem que trilhar o seu caminho... e sabendo que familia é sempre familia... eles sempre vão estar lá por nós!!!

beijos pra vc!!!
Mercia

Shizue said...

A dura realidade é que para nós brasileiros que gostamos do Japão sempre vamos ter essa dor no coração. Quando estou aqui sinto saudades da familia, do clima, das praias, do povo, enfim falta da Bahia, do Brasil. Mas quando estou lá sinto tanta saudades disso tudo...Realmente era bom ter dois corações, ou seria melhor ter um clone?kkkk

Paulo said...

Ia acontecer mais cedo ou mais tarde. Acontece com todos nós, principalmente com aqueles que tomam a sábia decisão de mergulhar na cultura do país onde vive.
Concordo com o que disse a Karina Tiemi, o sentimento de perda vai existir sempre, não importa a decisão que tome. Dois, 3, 5 países, sempre vamos levar um pouco conosco e deixar um pouco da gente.
De coração, te desejo uma boa escolha. Uma decisão ponderada, tomada com calma.
Se precisar de algo, estou aqui! ;)

M. Shimura said...

Adoro ler o seu blog, e hj dei de cara com esse texto q tbm reflete mais ou menos oq eu to passando agora, tenho vontade de voltar ao Brasil mas, tbm tenho da falta q vou sentir de td oq tenho aq no Japao.

Afff como e horrivel ter o coracao dividido né...

beatriz said...

Ei, sou eu de bh novamente... sei que é dificil viver longe da familia, e que as vezes o que mais queremos é um mimo, não é verdade? Mas fica tranquila, mesmo que o mimo é telefonico ou virtual, vc é amada por seus familiares, tenho certeza disso:)
esperando a estreia de seu livro aqui na leitura Patio Savassi, Beatriz

Beatriz said...

ps, amei essa banda asian kung-fu generation, bão demais!!! Claro que vc ja deve ter ouvido... mas que é bom.... uau.

Anonymous said...

Teste

Anonymous said...

Oi Karina. Sempre que posso, dou uma olhadinha nas matérias do seu Blog. Bem, eu já morei fora do Brasil (Espanha) e chegou um momento que eu fiquei com a mesma decisão a tomar. E graças a Deus, eu decidi retornar ao Brasil. Vc é jovem e inteligente e certamente conquistará os teus objetivos aqui. Quando voltei, após alguns meses de muito estudo, passei em um concurso público para o Legislativo e ganho um salário de mais de 3 mil dólares e posso ter coisas que dinheiro nenhum compra, como poder jantar na casa da minha mãe toda noite que ela me liga dizendo que fez "aquele prato", pude curtir os últimos anos de vida da minha vó querida. Enfim, é difícil quando nós já estamos regulares e até adaptados em um outro país (desenvolvido) e pensar no retorno a um Brasil tão difícil. Mas a vida é uma dádiva e muito curta também. Eu acredito que a sua fase de aprendizado aí no Japão já está chegando ao fim. Foi um grande desafio! Que tal encarar um maior ainda? Beijos e tenha uma ótima decisão.

fatima said...

Afffff!! esse post abriu uma ferida esquecida , que eu pensava que estava cicatrizada. Sao tantos anos de idas e vindas. Sempre digo que essa sera a ultima vez que meu trem vai parar na estacao Japao mas nao sei o que acontece que ele insisti em voltar pra ca. O trenzinho passa ate por outras estacoes mas ate agora insiste em fazer o ponto final aqui.
Sera que eh destino? Ja ouvi dezenas de explicacoes. Desisti de questionar sobre o assunto e coloquei algumas coisas em praticas para amenizar as perdas ou faltas. No meu caso sou mae vitual, amiga virtual, filha virtual, irma virtual. Vou ao Brasil a cada 6 meses( ate para ficar 1 semana mesmo sem dindin)convenci meu filhao a fazer universidade aqui( para ter a sensacao de familia)pelo menos por enquanto....
Ah!!! meu cartao de credito eh parceiro de um programa de milhagem de uma companhia aerea( compro tudo no cartao, ate o pao kkk), pelo menos 1 vez por ano alguem da minha familia recebe 1 presente classse economica pra visitar-me no Japa ou em algum lugar desse mundo de meu Deus....E assim vou vivendo....
So uma coisa tenho certeza, o momento de voltar ou de ficar nao pertence a mim, por isso vou amenizando as perdas como posso , aqui, no Brasil, na China etc.
Afff!!! chorei!quero minha mae, minha filha meus irmaos todos perto de mim. Mas como se todos tb tem suas proprias vidas?
Ai essa doeu viu? Muda de assunto por favor rapidinho.
A proposito esqueci de pegar seu contato naquele dia, vou dar uma festa aqui e vc ta intimada a vir. Me envie para fatima-antunes@terra.com.br Beijos

Daniel T. Yara said...

Snif, snif... eu tb quero volatr a meu pais......... :( mais de vacações ta bom :) e um gran dilema de vc, gustar de Japão, mais ter saudade da familia muito longe. Eu experimente seus sentimentos cuando estuve em meu pais e meus pais estavam no archipielago fais tempo.

Fernanda said...

É...esse dilema é compartilhado. Vim para ficar dois estou há quatro que virarao 5 ou 6...é, familia, os amigos...coisas que sao importantes...Qualquer que seja sua escolha terá perdas e ganhos!É assim mesmo a vida...
Gosto da frase dita por Tom Jobim quando sentia saudades do Brasil morando nos EUA. "O Brasil é bom mas é uma m.... O Brasil é uma m..., mas é bom".
E a gente vai levando...

Maíra said...

Eu sempre digo que nunca mais vou ser feliz, se vou pro Brasil, sinto falta de Portugal e se fico aqui, sinto falta do Brasil. No meu caso ainda sinto falta do tempo que morei nos EUA, mas é assim... Tento pensar só em tudo que ganhei estados neses lugares diferentes. Qto a família, tem dias que quero arrumar as malas e me mandar, por sentir falta do que você disse: ver minha mãe envelhecer, acompanhar a vida da minha irmã, estar perto da minha avó nesses anos (ela já tem 93 anos!). Mas vamos ver o que o futuro nos reserva!
Bjinhos

Karina Almeida said...

PARA TODOS
nem preciso de terapia! eh so vir aqui e trocar ideias com voces :P

adorei os comentarios! de verdade! mas nao se preocupem, na verdade, nao tenho duvida se vou ficar ou nao.

vou voltar para o brasil sim! mas nao me conformo em ter que fazer essa escolha, me entendem? porque nao posso ficar com os dois? o japao e a minha familia?

sem contar que o brasil tambem tem suas (muitas!) vantagens.

seria mais simples se eu nao gostasse tanto do japao. mas nao seria tao legal ne...

enfim. acho que muita gente passa por isso ne. e a gente sempre encontra um jeitinho.

vou comecar a jogar na loteria pra poder viver na ponte aerea brasil-japao. ja pensou que chique??

brigadissima! bjinhos para todos :)

Edu said...

Melhor ficar no lugar aonde v gosta mais e se sente respeitada e parte da comunidade. Voce gosta do Japao, entao mete as caras, arruma um namorado japones ou brasileiro vivendo no Japao, case e seja feliz no lugar apnde v se sente bem.

Heloísa said...

Oi Karina!!! Adorei seu blog..nossa, com certeza, você já é uma escritora!!! Parabéns!!! Bom..eu estou prestes a sentir o que todos aí estão sentindo, ou já sentiram...estou indo ao Japão dia 23 desse mês, e já estou com saudade daqui...Mas tenho certeza que vou amar tudo aí. Não vejo a hora...estou realizando um sonho.Embora eu esteja indo a trabalho (peão)..srsr..sei que só tenho a ganhar essa nova experiência!!! Mas é claro, o coraçãozinho aqui, apertado, deixando grandes amores...família!!!
Beijos...sucesso!!!