Tuesday, September 19, 2006

El Japón de ellos es así...


No Dia do Blog, eu não cumpri a promessa de indicar 5 blogs legais aqui no Meu Japão. E ainda esqueci de contar que deixei de cumprir a promessa de propósito, simplesmente, porque seria uma "saia justa" fazer essa seleção.

Nem sempre os melhores blogs são os dos melhores amigos e eu não saberia não misturar as coisas. Mil desculpas!

Mas agora, por acaso, encontrei uma saída e espero que eu seja perdoada.

Conheci 5 blogs muito legais, escritos em espanhol por três peruanos, um uruguaio e um argentino (na foto) radicados no Japão. Na verdade, a peruana já voltou ao Peru. Mas, como eles adoram dizer, no importa...

Além de ser um jeito divertido de aprender espanhol (ou tentar, pelo menos), é uma oportunidade de ver o Japão (ou o Peru, no caso da peruana) com olhos que não sejam brasileiros.

Para quem não sabe nada de espanhol, não se preocupe. É muito fácil. Eu - que nunca estudei espanhol, mas estou craque no "portunhol" - tenho algumas dicas:

1 - Troque o "R" de lugar. Ex: em vez de apertado, diga apRetado

2 - Viole a gramática. Ex: em vez de maior, diga más grande

3 - Inverta os significados das palavras. Ex: se quiser dizer apelido, diga sobrenome. Se quiser dizer sobrenome, diga apelido.

(Brincadeirinha, pessoal, eu acho lindo o idioma de vocês!)


Oops, quase me esqueço de indicar os blogs:

Perú a Ciegas, de Angelica Camacho

White Room, de Enrique Balducci (não me perguntem porque o nome não está em espanhol)

Métele Cabeza, de Roger Hiyane

Dantada, de Daniel Yara (Xii, não sei o que significa Dantada...)

Tokyo Graphics, de Julio Shiiki (também não tenho idéia porque o nome não está em espanhol)

3 comments:

enriquebalducci said...

Por qué white room?
El nombre de mi "site/blog" es en inglés, debido a que la mayor parte de mi vida (o la más importante) se desarrolla en este idioma. Cuando recien llegue a Japón una de las cosas que llamo asombrosamente mi atención era la construcción de las casas. En el "mansion" en el que yo vivía tenía una habitación completamente blanca, las paredes, el techo y el piso estaban recubiertos por un plástico decadentemente blanco. Allí, en ese cuarto pase mis primeros meses en Japón usando la computadora como única vía de escape a esa realidad nueva.

Angelica said...

Muito obrigada por na publicidad...
En espanhol o portugues siempre es bueno encontrar comentarios.
Besos

Karina Almeida said...

PARA ENRIQUE
ah... agora entendi :D

PARA ANGELICA
e vou fazer mais propaganda ainda! adorei o seu blog!