Thursday, September 14, 2006

Todo mundo de pijama


Não. A leitora-modelo Shigeko não está doente. Nem estava. Ela apenas foi fazer um check up de rotina. Eu também fui. E tive que "pagar esse mico" junto com ela.

Na hora da foto, a sala de espera da clínica estava vazia. Mas enquanto a gente esperava, a sala encheu. Não tirei foto da sala cheia porque a Shigeko não deixou: "Você quer ser presa?", brincou. Com medo dela estar falando sério, resolvi me contentar com a foto da sala vazia.

É uma situação meio constrangedora. Uma sala grande, com sofá para muitas pessoas, um monte de revistas e uma televisão. Ali, você encontra mocinhas, mocinhos, senhoras, senhores, todos de pijama (ou roupa de doente, como preferir).

Só tem uma diferença. Duas, aliás: para elas, pijama verde com detalhes cor-de-rosa. Para eles, pijama verde com detalhes marrons. Chinelos vermelhos para elas. Chinelos marrons para eles.

Mais esquisito é o atendimento "em série". Uma série de pacientes passa por uma série de exames. Nunca vi isso no Brasil. Será que existe?

Tem um mocinho para medir a altura e o peso. Ele também dá o copinho do exame de xixi. Depois, o paciente espera num sofá até a mocinha do exame de vista chamar. Mais que esquisito, é divertido. A fila de pacientes vai passando pelas salinhas de exame. Todo mundo começa e termina praticamente juntos.

Tem ainda as salinhas de medir pressão, verificar audição, eletrocardiograma e raio-x do pulmão. No final, um médico fala que aparentemente está tudo bem e que o resultado final será enviado pelo correio.

A gente se sente como uma peça de um aparelho eletrônico qualquer, passando por uma esteira dentro da fábrica. Fiquei impressionada com esse jeito super automático de checar a saúde da gente. Mas concordo que o sistema é super prático. E espero que seja confiável.

5 comments:

Shigeka said...

Mico duplo pra mim, neh?? Nao dava pra colocar mosaico na minha cara, nao?? ;P Eu jah tinha esquecido disso, levei ateh um susto!! Mas o texto tah muito bom!! Dah proxima vez EU tiro a foto, tah?? Bjinhos.

Paulo said...

HAHAHAHAHA! Mosaico na cara foi ótimo!!!
O atendimento em linha assusta um pouco mesmo. Mas apesar de prático, sinto falta do velho sistema ocidental, onde se podia criar uma relação de confiança com o médico.

thassia said...

Tb passei por esse "mico" dias atrás... Achei suuuper esquisito e minhas lembranças não são as melhores... Aquele xixi no copinho, lá no banheiro do hospital, ninguém merece! Fora que a mulher detonou o meu braço na hora de coletar o sangue!
*PS: Utilizei o meu japonês paupérrimo e deixei um recadinho no seu blog em jp
bjinhos

Anonymous said...

Karina, eu pensei em postar um comentario no seu blog ばらばら mas meu fraco nihongo nao me permitiria explicar o lance do cafe gelado.
Ha alguns anos eu estava assistindo a um programa de tv sobre negocios e o tema era marketing. Nesse programa foi contada a historia de alguns dos produtos que hoje qq japones nao soh consome como a maioria nao vive sem.
O cafe em lata, gelado ou nao, foi um verdadeiro FRACASSO de vendas no inicio, a despeito da pesada campanha de marketing que rolou por aqui. Outro fracasso foi, pasme vc, o cup lamen. Ambos foram cabalmente ignorados pelo publico e soh se salvaram gracas a ideias simples mas de impacto em cima do consumidor.
A historia completa fica pra outro dia, ok?

Karina Almeida said...

PARA SHIGEKA

xii, esqueci do mosaico. agora eh tarde :D

mas nao vai me processar viu?!


PARA PAULO

acho que esse sistema de relacao de confianca com o medico eh utopia no japao ne. saudade do terceiro mundo!

se bem, que isso aih eh uma clinica do governo! melhor nem comparar com os hospitais publicos do brasil :(


PARA THASSIA

voce tb ficou de pijama na sala de visita? hihihi... menina, eu esqueci de contar aqui que no ano passado tive de ficar com essa roupinha linda aih na frente do dani e do kuni! ainda bem que dessa vez eu fui so com a shigeko. ufa!


PARA ANONIMO

pode escrever em portugues la. nao tem problema. vai ser o comentario mais facil de ler e responder :D

legal essa historia aih. conta o resto!

pergunta: voce eh o sergio? eu acho que eh. acertei ;)