Thursday, October 19, 2006

Meu Japão é assim. E o seu?


Pessoal, acho que isso nem é um "post". É só uma perguntinha e, talvez, um desabafo.

O Meu Japão é esse que vocês lêem neste blog. Mas, como escrevi na apresentação dele (podem ver aí no alto, à esquerda), "quem sou eu para falar que o Japão é assim ou assado?". Eu conto as minhas impressões daqui que, certamente, são diferentes das de muita gente. E iguais às de muita gente também, eu sei.

A pergunta é: o Meu Japão é assim. E o de vocês, como é? Independente de quem já pisou aqui ou não. Eu adoraria saber : )

23 comments:

Shigeka said...

Bem, o meu Japao vc sabe neh?? Cheguei aqui achando tudo muito esquisito mas tbem super deslumbrada!! E isso foi o q prolongou a minha estada por aqui!! As vezes fico chateada com uns olhares de desdem por parte de uns japoneses que devem me achar uma japonesa falsificada, coreana ou chinesa, sei lah! (Desabafei tbem!!rsrs...) Mas preconceito eh uma coisa q a gente precisa aprender a conviver, nao dah pra mudar o mundo, certo??
No final das contas, acho q dah pra tirar um super-proveito de tudo
tentando extrair o melhor desses dois mundos em que eu jah vivi!! E pelo Japao ser tao diferente do Brasil eh q eu acho q a experiencia de morar aqui nao poderia ser mais enriquecedora!!

Karina Tiemi said...

Uma das minhas frases preferidas e que me caracterizam muito bem é um trecho da música do Bíquini Cavadão - Meu Reino.
"Os sonhos sempre foram a minha fuga".
Sou sonhadora-mor, por isso sei que o Meu Japão é muito idealizado e que certamente vou quebrar a cara em muitos aspectos, mas em outros terei razão.
Imagino o Japão como um lugar em que eu conseguirei ser eu mesma. Como no Japão de não lembro de quem, q eu andei lendo, que dizia que os japoneses são fashion, não me preoucuparia com a maneira de me vestir - aliás, adoro os cabelos repicados e coloridos deles!
Imagino os japoneses como um povo muito educado. E penso sempre na cor branca quando falo no Japão, não sei se por causa da bandeira ou por eles serem muito higiênicos, ou por me transmitir, de certo modo, alguma tranquilidade.
Acredito que a violência no Japão seja muuuuuuuito menor que a de SP. Acho que me sentiria muito segura vivendo nesse país.
Sei que há pessoas que tenham preconceitos com os extrangeiros, como em qualquer lugar do mundo, por outro lado há tb pessoas com quem é possível trocar experiências culturais e ajudar a integrar os dois países.
A ingenuidade e a timidez dos japoneses são outras características que admiro. A delicadeza das japonesas, as poucas palavras dos japoneses. Como deve haver também japoneses que falam demais rs.
Os festivais(em especial o Tanabata Matsuri, pq eu amo estrelas e já fui em um daqui da liberdade, mas um dia quero curtir o "original"), os kimonos, os templos. O monte Fuji, as praias de Okinawa, Tóquio e sua correria. Tudo isso faz parte do Meu japão. Sem esquecer os mangás, os j-pops, os doramas...
Acho que é isso! =D

Paulo said...

O meu Japão é o resultado de 15 anos de vivência. Nesse tempo pude conhecer em profundidade os aspectos positivos e negativos do país. Desde a beleza da tradição, o respeito aos antepassados, até à soberania da máfia, o descaso pelas leis.
Fui do chão da fábrica à diretoria de uma empresa nesses 15 anos, passando pelo trabalho na noite, como barman e músico.
Meu Japão funciona assim: o que eu gosto, o que acho positivo e bonito, eu absorvo como parte de minha própria cultura. Já o que é feio, eu deixo de lado assim como fiz nos outros países em que vivi. O feio é fácil de perceber, qualquer medíocre consegue. Claro que o Japão não é a terra do sonhos, não é perfeito. Convivo com isso da mesma forma que convivi com a violência de São Paulo, com as gangues de Los Angeles, ou com os radicais do IRA na Irlanda.
Mas eu amo o meu Japão! Ele é de uma cultura riquíssima, tão segmentado, que tenho a liberdade de escolher com que parte da sociedade convivo e consigo ignorar a parcela que me desagrada, sem que isso tenha um reflexo negativo na minha vida. Ou seja, o meu Japão é o Japão que escolhi ver, que resolvi me relacionar, que resolvi amar. E ele é fantástico!

Anonymous said...
This comment has been removed by a blog administrator.
Anonymous said...

Oi Karina! Imagino o Japão como um lugar de contrastes entre o super moderno e o antigo, além de ter uma cultura milenar que eles tentam preservar em muitos casos, não sei se estou certa... Queria um dia ir até aí conhecer isso tudo de perto. Mas acho que o meu Japão é muito parecido com esse que você mostra aqui, afinal, acho que estou conhecendo um pouco mais desse país, cada dia que passa, pelos seus olhos e pelas suas palavras! Continue divulgando um pouquinho sobre esse país, para nós, tão distante e cheio de curiosidades!
Adoro ler seu blog!!! Parabéns!
Beijinhos

FW said...

Interessante esse questionamento. Antes de ler o seu blog (e alguns outros), eu era apenas mais um do tipo "Gosto de mangás e animes japoneses; logo, gosto do Japão". Depois de aprender algumas dessas particularidades sobre o cotidiano japonês, vi que realmente admiro esse país por algo mais que a cultura de exportação. E cada vez que vejo alguns lugares imundos aqui da minha cidade, ou o desrespeito de alguns vizinhos baderneiros, eu penso no Japão. Certamente ele não deve ser perfeito, mas sempre me vêm à cabeça uma idéia de organização e respeito ao próximo. Certa vez li uma palavra (creio que é "meiwaku"), que se não me engano dá essa idéia de não causar transtorno aos outros, é isso? Fiquei encantado com esse tipo de postura.

Munich said...

Mi Japón?, hmmm buena pregunta por que aún no lo considero mio del todo (llevo recién tres meses y medio por estos lares), pero si tuviera que decir algo al respecto sería, para empezar, que Mi Japón esta fuera de Tokio.

En Ibaraki, en Tochigi, en Mie, en Tsu, en Hamamatsu, en Suzuka, en Tsukuba, en Yokohama, en Yokosuka, donde sea pero fuera de Tokio jajajaja.
La razón es muy simple. En Perú vivi en una playa, cerca al mar, todo tranquilo, brisa marina, un lugar despejado, alejado de la ciudad.

En Tokio el mínimo espacio es aprovechado, todo absolutamente todo, son construcciones y pues esta el detalle que sólo en esta ciudad viven 130 millones de habitantes cuando en mi playa (Punta Hermosa) pasabamos a penas los 500 personas, si sólo 500. En verano llegaba más gente de Lima (a solo 30 minutos) pero igual, nada se compara a la tranquilidad y paz que te da el vivir lejos de la ciudad.

Pero Tokio tiene cosas que debo reconcer me agradan. Como sus exposiciones de arte (en Perú no podría ver a Dalí, Monet o Rodin), tiendas comerciales (adooooro ir de shoping!), y ser parte de esa convergencia de gente que viene de cada rincón del mundo interesada en conocer un poco sobre esta cultura de samurais.

Mas o menos ese es el Japón (Mi Japón) que conozco por ahora. Tal vez luego llegue a gustarme más no lo sé, time to time ; )

Munich said...

(Sorry se me pasó un cero en la pobación de Tokio, son 13 millones mas o menos jijijij)

MyJapan said...
This comment has been removed by a blog administrator.
Raquel said...

O meu Japão é uma caixinha de surpresas. Quase todo dia me deparo com alguma coisa nova, inesperada e, na maior parte das vezes, muito boa.

Aqui nunca fui discriminada, muito pelo contrário. Sempre encontrei muita paciência e gentileza nas pessoas.

Costumo ficar irritada quando alguém fala mal do Japão perto de mim, principalmente quando essa pessoa é brasileira. A gente vem de um país que é maravilhoso, mas que tem problemas muito graves. Por isso, mesmo sabendo que o Japão tem seu lado ruim, jamais vou me sentir confortável para apontar o dedo para as coisas negativas. É como sentar no meu rabo e falar do rabo do outro.

Como disse o Paulo, a gente não tem de ocupar o nosso tempo e a nossa cabeça com as coisas ruins do Japão. Tem mais é de aprender o que eles têm de bom: o grande talento, o respeito pelo direito dos outros, a humildade, a honestidade, a persistência e muitos etc.

Se a gente respeitar esse país - que afinal escolhemos pra viver -, a gente vai ajudar às pessoas aqui a entender o diferente. Se só vermos o lado ruim dos japoneses e nos comportarmmos como gente incivilizada só vamos ajudá-los a nos discriminar.

Anonymous said...

Adorei o seu Japão ... cheguei via "Mundo Pequeno" e descubro que você é de BH. Você tem um belo texto, vá em frente !!!
Aliás qualquer Japão me satisfaz ... amo o Japão e pretendo retornar um dia ... fui kenshusei em Kofu-shi, Yamanashi-ken.
A entrevista do post abaixo ficou 10. A cultura japonêsa e seu estudo me fascinam!
Beijos!
Gená

Yayoi said...

O Japão, onde eu nasci, sei que tem muitos, mas muitos defeitos, inclusive preconceito racial assim como os outros países têm, dos quais nós temos que admitir e reconsiderar, mas por outro lado, também tem as coisas de que nós possamos nos orgulhar sem sermos arrogantes, também assim como os outros têm. Fico um pouco triste saber que tem alguém que critique do Japão, e dos japoneses também. Mas isso é a coisa do ponto de vista de cada um, então não tem jeito....Mesmo assim, queria que vocês aproveitassem e se divertissem o Japão e a nossa cultura que é bem diferente da de vocês. Mais uma coisa, queria dizer que eu adoro seu blog, porque você escreve as coisas do Japão que os estrangeiros surpreendam com todo respeito!! Continue sendo assim que aqui é seu cantinho! Bjs

myjapan said...
This comment has been removed by a blog administrator.
Karina Almeida said...

PARA TODOS
adorei o japao de voces! e fiquei super feliz de saber que ele eh muito parecido com o meu japao : )

PARA FW
jurava que voce e o leitor fernando fossem a mesma pessoa. por isso, nem te dei boas-vindas... desculpa! bem-vindo ao meu japao!

PARA EUGENIA
nossa, leitora nova de bh! que legal! obrigadissima pela visita. espero que volte sempre! vou te visitar la tambem.

bjinhos PARA TODOS :D

Anonymous said...

Eu imagino como um lugar bem moderno, limpo, com uma arquitetura de vanguarda...Nunca estive no Japao, que sabe um dia...
Muito legal seu blog. Parabens!!!

Adauto said...

Meu Japão está em casa, aqui no Brasil, na pessoa de meus três filhos que dão sequência à linhagem. Não, não sou japonês - mas a Dona Patroa é sansei. Durante quatro anos ela trabalhou por aí (antes de eu conhecê-la), mas hoje fica a vontade de conhecer essa terrinha. Provavelmente quando a petizada tiver idade o suficiente pra se lembrar da viagem...

Karina Almeida said...

PARA POLLY e ADAUTO

bem-vindos ao meu japao! fico muito feliz quando recebo visitas novas. espero que voltem sempre :)

Photosushi said...

Mora no Japao ha 10 anos . Meu Japao e o mesmo de todos geograficamente falando mas e bem diferente dentro do meu coracao .
Aqui voce podera ver como e o meu Japao em imagens
www.photosushi.blogger.com.br

abracos
Elvis

Contijue o bom trabalho

Karina Almeida said...

PARA ELVIS/PHOTOSUSHI

bem-vindo ao meu japao!

muito legais as suas fotos. parabens! gostei e ateh fiz propaganda aqui. espero que voce tenha visto e aprovado : )

esther said...

Oi Karina...... eu amo passar por aqui pena que o tempo não me dê tantas oportunidades, troco sem medo a programação funesta da televisão pela leiturado seu blogg,você tem um jeito de escrever que cativa a gente,descreve de uma forma divertida mas respeitosa o Japão é realmente interessante conhecer este país através do seu olhar!!!
AH E FAZ TEMPO QUE QUERO PERGUNTAR GRITOU MUITO NO SHOW DA MADONNA? RSRSRSRRS
beijo

Karina Almeida said...

PARA ESTHER

menina, fiquei tao feliz com seu comentario que virou um post. voce ja viu ne? brigadissima.

ah, no show da madonna eu fiquei tao emocionada que nem gritei tanto qto imaginei. nem fiquei rouca... mas cantei, pulei, dancei! e adooorei!

dani said...

Eu ainda me caso com um japa!! Rs.. Meu, eh tdb, naum tem defeitos, soh maravilhas!! Tenho inveja de vc por estar aih rs! Zuera, aproveitah bastante!!

Karina Almeida said...

PARA DANI
bem-vinda ao meu japao! me conta essa historia, voce gosta mesmo dos japoneses?? menina, eu acho tao fofinho os olhinhos puxadinhos e o cabelo arrepiadinho. hihihi...