Wednesday, March 08, 2006

O primeiro livro a gente nunca esquece



Desde que cheguei aqui, fico passeando nas livrarias e sonhando em ler um livro em japonês. Em kanji (os tais ideogramas complicados) ainda é muuuuito difícil. Sei ler uns 50 (e escrever uns 20. Eu acho) e pra me tornar alfabetizada precisaria saber 2 mil.

Sei ler todos os hiragana e katakana, outras categorias (bem mais simples) do alfabeto japonês. Mas o meu vocabulário ainda é muito, muito pobre. Leio tudo, mas não entendo quase nada...

Mesmo assim, comprei vários livros em japonês. Infantis, claro. Tentei ler um. Tentei ler outro. E outro. E outro. E nada! O máximo que consegui foi chegar à terceira página de um livro de 30. Tentei ler mangá. Disseram que era mais fácil. E nada!

Já tinha desistido. “Não adianta passar o carro na frente dos bois”, pensei. Preciso estudar mais e depois pensar em ler. Até que a Hiuko apareceu aqui em casa com um livrinho que me chamou a atenção.

Era brinde de um biscoitinho para crianças. Um livro muito fofo, pequenininho (cabe na palma da minha mão) e todo ilustrado. Sem kanji, só com as “letrinhas” que eu sei ler e apenas 14 páginas. E fazia parte de uma coleção, uma “enciclopédia” ilustrada.

O livro da Hiuko ainda era um pouco difícil pra mim. Entendi partes e ela me explicou o resto. Mas resolvi dar continuidade à coleção. Comprei outro livro e consegui entender tudo! Nem acreditei! Li e ainda traduzi para a Angelica. Fiquei muito feliz!

Querem prova? Aí vai a tradução. O livro fala da diferença entre as onomatopéias dos bichos em japonês e em inglês. É muito legal! Não é em todo país que a vaca faz “muuu...” não. No Japão, ela faz “mooo....”. E o porco faz “buuu....”.

どうぶつのなきごえ (doubutsunonakigoe)
Alguma coisa dos animais. Imagindo que seja onomatopéia (é que não sei onde foi parar meu dicionário!)

どうぶつのなきごえ (doubutsunonakigoe eigotonihongo douchigauno?)
えいごとにほんご
どうちがうの?
Qual a diferença, em inglês e em japonês, da “alguma coisa” dos animais?

CACHORRO
いぬ (inu)
ワン ワン (wan wan)

ドーグ (dog)
バウワウ (bow wow)

OVELHA
ひつじ (hitsuji)
メー メー (mee... mee...)

シープ (sheep)
バー (baa...)

GATO
ねこ (neko)
ニャーオ (myaao)

キャット (cat)
ミアウ (miau)

GALO
にわとり (niwatori)
コケ コッコー (koke kokko...)

ルースタア (rooster)
カッカ ドウードウル ドウー (cock-a-doodle-doo)

PORCO
ぶた (buta)
ブー ブー (buu... buu...)

ピッグ (pig)
オインク (oink)

VACA
うし (ushi)
モー (moo...)

カウ (cow)
ムー (muu...)

5 comments:

Yayoi said...

Acho que ler em outra lingua que quiser apreder e bem legal, mesmo que ainda nao entenda. Se pode nao entender, so basta ver as frases, depois se acostumara ao regulamento gramatico e aprendera o significado de palavras. Meu caso tambem nao entendi quase nada quando comecei a estudar a lingua portuguesa, mas agora, fazendo assim, entendo mais do que antes. Mas isso e minha opiniao, claro que tem varias maneiras para aprende-la, ne? Torco por voce, Karina!

mili said...

Sei nao, eu nao me lembro do meu primeiro livro em portugues... talvez o "caminho suave" se eh que pode ser considerado livro...

mas em japones... pasmem, ainda o tenho!

Karina Almeida said...

PARA MILI

e qual foi o primeiro livro em japonês que você leu? conta! conta! conta!


PARA YAYOI

e você, lembra do primeiro livro em português que leu? conta pra gente!

shigeka said...

Ah! Soh agora li esse post!! Olha, nakigoe eh o barulhinho q os bichos fazem!! Naki q tbem eh choro, pode ser ruido, grito, sei lah... e goe (koe) eh voz. Entao tudo junto deve ser... barulhinho!! Ou o som q eles fazem quando soltam gritinhos, ou choram... Entendeu??

Naomi Sogawa Turcotte said...

Karina, andei meio desatualizada com a leitura do seu blog, mas agora estou de volta. Adorei o seu texto sobre a onomatopeia dos animais, eu e John ja ate discutimos aqui em casa pq ele cismou que os bichos falam a mesma lingua em todos os paises... rsss... Aprendi que era diferente ainda pequena quando estudava japones e depois re-aprendi quando estudava ingles ja aqui nos EUA. Japones e uma lingua muito dificil e voce esta indo muito bem se ja sabe o "hiragana" e o "katakana" e alguns ideogramas do "kandi". Eu, mesmo depois de 6 anos de japones, sabia pouquissimos "Kandi" e mesmo assim so conseguia identifica-los isoladamente. Na frase eu fazia a maior confusao. Tudo de bom pra voce ai, Karina. Beijos da terra do tio Sam.